Pessoas de sucesso compartilham - Blog de Maurício Louzada - Mauricio Louzada

Busca
Palestras Motivacionais
de alto impacto
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Pessoas de sucesso compartilham

Publicado por Maurício Louzada em Para a Vida · 9/10/2010 16:50:00
Na edição da revista Veja datada de 11 de agosto de 2010, encontrei uma matéria com o título "Quem que deixar de ser bilionário?". A matéria conta a história de 40 bilionários americanos que doarão metade de sua fortuna para instituições de caridade. Bill Gates, Warren Buffett e outros ricaços estão tentando convencer outros a fazerem o mesmo. 

A questão é: "Será que depois de conseguir tanto dinheiro (como Bill Gates que tem 53 bilhões de dólares), essas pessoas descobrem que dinheiro não é o mais importante?".

Depois de chegar a um certo patamar financeiro, não faz muita diferença ter alguns bilhões ou alguns milhões, já que não é possível gastar tudo isso. 

Ao ler esta matéria, algo me fez lembrar da importância de ensinar: nosso conhecimento só é válido, se for possível compartilhar com os demais. Porém, ao contrário do dinheiro, que quando doado, deixa o doador "menos rico", o conhecimento quando doado, multiplica o conhecimento do "doador". 

Depois de dar aulas por 15 anos, descobri que mais de 90% do que sei aprendi ensinando. Quando ensinamos, precisamos rever o nosso conhecimento, nos colocar no lugar de quem está aprendendo, e se atualizar sobre novas tendências e movimentos. Tudo isso nos faz aprender mais.

Este conceito de multiplicar ao receber, se reflete no ambiente empresarial, nos cargos de liderança e nas relações interpessoais no trabalho.

Quantas vezes temos (e perdemos) a oportunidade de auxiliar as pessoas que trabalham conosco? Ensinar métodos que nossa experiência mostrou ser mais eficazes, apoiar o vendedor que está em último lugar no nosso departamento, estimular aqueles que estão desmotivados para encarar os desafios do dia-a-dia... Alguns simplesmente observam essas pessoas e não fazem nada. Ainda não perceberam que todas estão envolvidas em um único propósito, e que o insucesso de um representará o fracasso de toda equipe.  Se ajudarmos alguém a subir uma montanha, chegaremos ao cume junto com essa pessoa. 

O que fazemos aos outros é o que há de mais significativo na vida.

Tratar alguém da forma como você gostaria de ser tratado não é nenhum sacríficio, mas sim um investimento com retorno garantido. Portanto não se esqueça: ensine, compartilhe, incentive, motive, respeite, apóie, acredite, inspire, realize em conjunto e dê o melhor de si. 

Ah! Respondendo a Veja: "Quem quer deixar de ser bilionário?". Todos que já perceberam que não faz o menor sentido ter tudo o que se tem e não poder comprar o básico: o sorriso frente à percepção de que não somos eternos.

(Permitida a reprodução, desde que citado o autor: Maurício Louzada)



Sem comentários

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal